Meus 5 livros de moda favoritos

Meus 5 livros de moda favoritos

Cultura ler o post completo
5 aplicativos essenciais para viajantes

5 aplicativos essenciais para viajantes

Viagem ler o post completo
Netflix: usando mais e melhor

Netflix: usando mais e melhor

Cultura ler o post completo

Viagem

Moda & Beleza

Carreira & Finanças

Viagem ao redor do mundo!

14 de julho de 2010

Tumblr

Uma das coisas que eu mais amo na vida é viajar. Gostaria de poder viajar mais, conhecer mais lugares. Tenho lista de lugares que quero conhecer. Aliás, um dos meus sonhos, desde sempre, é dar a volta ao mundo, sempre quis!

E mês passando, veio uma matéria incrível na Gloss sobre isso, com o depoimento de uma menina que conheceu 18 países diferentes em um ano! Devorei a matéria, peguei diversas dicas, pesquisei mais na internet e vim aqui contar diversas coisas que descobri, e que sim, não é tão complicado assim dar a tão sonhada volta ao mundo!

A passagem RTW

Para começar, existe um tipo de passagem aérea própria para quem deseja dar a volta ao globo, a RTW – Round the World, ou Volta ao Mundo. Essa é a maneira mais barata para fazer esse tipo de viagem, pois ela inclui diversos trechos por um valor fixo, que começa geralmente, em US$ 3 mil, e tem validade de um ano.

A passagem RTW é vendida atráves das grandes alianças aéreas, que são três: Star Alliance, Sky Team e One World. Há diversas categorias de passagem, de acordo com a distância da viagem, milhas percorridas, classes e taxas. Nos sites das companhias, dá pra encontrar tudo: preço das taxas, os tipos de cobrança. A Sky Team e One World não tem site em português, o que pode dificultar um pouco pra entender tudo, mas a Star Alliance tem um site completamente em português, pois a TAM é uma das empresas que fazem parte da aliança, o bom é que você pode usar os pontos do TAM Fidelidade para comprar a passagem, e o legal é que eles tem a melhor ferramente de simulação das três!

Com a passagem RTW é obrigatório voar sempre na mesma direção (sentido leste ou oeste para dar a volta completa, não vale ziguezague), outra regra, é atravessar o Atlântico e o Pacífico uma única vez.  Além disso, a saída e chegada deve ser no mesmo país, os deslocamentos por terra, feitos por conta própria,  chamados de trechos de superfície, contam como cupons de voos e também somam milhas no cálculo das tarifas. Por isso, tem que ver todas as regras que cada Aliança possui.

Montando o itinerário

A parte mais divertida – e difícil. Afinal, não é nada fácil colocar o mundo todo dentro de uma passagem. A primeira coisa a fazer, é uma lista com os lugares que não podem ficar de fora. Depois, pesquisar bem sobre cada país, as melhores épocas para visitar – tem que verificar o clima, as datas festivas. E não esquecer das regras da passagem, como ir sempre para leste ou oeste e só atravessar uma vez o Atlântico e Pacífico.

Por isso, nessa hora, tem que ter foco e muita calma, algumas coisas podem acabar ficando de fora, mas com certeza você conseguirá incluir a maior parte do países que deseja conhecer.

Quanto vou gastar?

Aí depende. E muito. A Europa é o destino mais caro, e geralmente tem que reservar uns US$50 por dia. Já na Ásia o valor é bem amis baixo, dá apra conseguir hotéis por US$5, mas na média, é bom ter US$1.000 por mês, isso sem contar passagens e deslocamentos. Agora se você quer algo um pouco melhor, reserve US$1.500 por mês.

Eu indico, ficar em albergues, que existem ótimos pelo mundo, tenho a,migos que só ficam em albergues, vale também se associar no Albergues da Juventude, a carteirinha tem validade de um ano, e os albergues ficam nas partes centrais da cidade, e vale muito a pena se informar.

O que levar?

Parte difícil, e muito depende dos países escolhidos. Pra começar, tem que se pensar no tipo de mala: rodinha ou mochila? Eu escolho a mochila de rodinha! É ótima. Você carrega nas costas, e nos aeroportos e locais mais planos, dá pra usar as rodinhas, super prático!

Mas a regra é levar pouca coisa. Pois as companhias aéreas tem suas limitações, e mudam muito, mesmo fazendo parte da mesma aliança, porém, a média é de 20kg. Sem contar, que depois de um tempo, fica difícil carregar peso.

As roupas perfeitas para uma viagem desse tipo, são as confortáveis e versáteis, roupas mais esportivas e de tons neutros, fáceis para combinar, e tecidos com que sequem mais rápido. Aposte em bermudas e shorts, calças de tecidos leves, regatas e um casaco, Havaianas e um bom tênis. Mas sempre fique de olho nos costumes locais, pois algumas roupas podem não serem adequadas.

E claro, não se esqueça do guia de viagem, use uma carteira grande, onde você consiga carregar todos os documentos necessários: passagem, passaporte, carteira de vacina, assim fica tudo fácil de achar, e muito mais difícil de perder.

Coisas de mulherzinha

Ficar tempos sem pintar o cabelo, fazer uma boa depilação, pinçar a sombrancelha, fazer as unhas. É, eu sei, é difícil. Mas pra esses momentos existe uma solução, em qualque lugar no mundo em que você vá, tem hotel 5 estrelas, e nele, um salão.

Porque, a gente merece esses momentos mulherzinha. Pra dar uma renovada no visual e se cuidar no meio de uma viagem tão incrível assim!

Momento Shopaholic

É impossível resistir as comprar, são muitos achados pelo caminho, e fica impossível resistir. Mas o difícil é carregar tudo pelo caminho, e para isso existe solução, basta passar no correio mais próximo, e mandar as comprinhas para casa, de navio. Elas demoram para chegar, porém você paga barato e não fica carregando tudo.

Claro que algumas coisas dá para carregar, afinal, podemos estragar roupas roupas pelo caminho e precisar de novas, ou ter algum evento pelo caminho, ou uma cultura diferente em que precisemos de algo mais específico.

Sozinho ou acompanhado?

A decisão é sua. Alguns lugares são mais complicados para uma mulher ir sozinha, e claro, há muita gente fazendo o mesmo, e pelo caminho você conhece muita gente, e no final, já faz parte de um grupo!

Mas o mais importante é aproveitar e se divertir, afinal, poder fazer uma viagem dessas é algo único e inesquecível. Conhecer novos lugares, culturas, pessoas. Você volta sempre querendo mais.

Se alguém já fez, fala nos comentários, adoro saber as histórias de vocês.

Eu estou bem tentada a fazer essa viagem, só falta juntar dinheiro suficiente! E essa viagem no final não sai tão cara, bem mais barato do que ir cada vez para um local. Eu gastei bastante na viagem de um mês em NY e com o que gastei mais um pouco faria essa por um ano! Aliás, desde que voltei de lá, há um ano, estou morrendo pra viajar de novo! Aceito companhia – próxima parada provavelmente é Buenos Aires!

7 comentários

Comente com Facebook

Deixe seu comentário

7 Comentários

  • Mari Trigo
    jul 14, 2010

    Muito bom né? Mas foi dificil achar tds essas infos! Nenhuma aência sabe direito! Fui direto nos sites das companhias!!! E tem vários blogs de gente q fez a viagem. Eu amei! Pretendo fazer, só não sei qnd!

  • Marcos Paulo
    jul 14, 2010

    HUNNNNN!!!! Isso m uito me interessa.
    Depois me passa mais detalhes…Vou mostrar pra Dani.

    Se cuida!

  • Cynthia
    jul 14, 2010

    Meeeeeeeeeeeeeuu!! Irado!! Sensacional!! Não sabia que existia essa passagem!!

  • Wanessa Pop
    jul 14, 2010

    Desse jeito vc acaba comigo!! ehhehe é o q eu mais queria =DDDDDDD

  • Carol
    jul 14, 2010

    Opaaa!!!! Qd decidir sobre a viagem de buenos aires avisaaaaaaaaaaaaa!!!
    To doida pra ir!!!
    bjooooooooooooo

  • Tami
    jul 14, 2010

    Nossa, que maravilhaa!
    Não fazia ideia de que isso era possível!

    Vou começar a pesquisar mais sobre…
    E guardar dinheiro, né! HAHAH
    Europa é sempre o mais caro e é pra onde mais quero ir…

    Muiiito boas suas dicas! =)

    ;*

  • Mica Lopes
    jul 14, 2010

    Ah!!! eu to no vermelho!!!! Mas eu queria muito ir pra NY!!!
    Se eu for pra fora vou pra Orlando… eheh nem preciso dizer pra onde né!!! Potter forever… hehhe