Meus 5 livros de moda favoritos

Meus 5 livros de moda favoritos

Cultura ler o post completo
5 aplicativos essenciais para viajantes

5 aplicativos essenciais para viajantes

Viagem ler o post completo
Netflix: usando mais e melhor

Netflix: usando mais e melhor

Cultura ler o post completo

Viagem

Moda & Beleza

Carreira & Finanças

Posts arquivados em: Tag: Dicas Úteis

5 aplicativos essenciais para viajantes

17 de março de 2017

A gente ama viajar e ama tecnologia! Viajar sem celular? Nem pensar! Mas que tal aproveitar e baixar alguns aplicativos que vão te ajudar a explorar melhor o mundo?

5 aplicativos essenciais para viajantes

1. SAS Survival Guide

Você sabe fazer fogo? E o código Morse? Esse é um aplicativo obrigatório, que vai te ajudar em todas as suas aventuras. Ele foi criado por um ex-soldado e instrutor SAS (Serviço Aéreo Espacial), então ele é um verdadeiro guia de sobrevivência! (iOS e Android)

2. Evernote

É onde eu planejo toda a viagem, salvo mapas, monto roteiro e crio listas do que preciso levar. O melhor de tudo é que pode ser acessado offline. (iOS e Android)

3. CityMaps2Go

Pra mim esse é um dos melhores aplicativos quando se trata de mapas. É possível baixar para visualizar offline, mostrando todas as ruas e detalhes, ideal para quando vamos explorar uma nova cidade. Ele ainda contém pontos de interesse e comentários de outros viajantes. (iOS e Android)

4. Google Tradutor

Não saber o que dizer e não entender a língua é sempre um momento difícil. Com o aplicativo do Google Tradutor, fica mais fácil conseguir se comunicar, inclusive é possível traduzir com a camera, fotografando placas, porém está disponível somente para 29 idiomas – mas já ajuda! (IOS e Android)

5. Google Trips

Conheci esse sem querer, e ele promete organizar a viagem inteira. Dá pra pesquisar hotéis, guardar as passagens e até organizar os locais que deseja visitar. (iOS e Android)

O que não falta são aplicativos, além disso, eles variam conforme o tipo de viagem, mas esses com certeza, são daqueles “tem que ter”!

0 comentários

Passagem aérea: como economizar

08 de fevereiro de 2017

Se existe um item caro no hora de planejar uma viagem é a passagem aérea. Não tenho dúvidas que você já desistiu ou trocou de destino por conta disso. Eu já fiz isso, e mais de uma vez! Mas claro que sempre existem alguns truques na hora de economizar na busca do preço perfeito para aquela viagem dos sonhos.

Passagem aérea: como economizar

Usando milhas

Essa é de longe a minha primeira alternativa! Eu sempre fico de olho nas minhas milhas e vejo qual a época mais interessante para fazer a transferência – fique de olho porque as empresas como Smiles costumam fazer promoções oferecendo bônus – aproveito isso para aumentar a quantidade!

Na minha ida à Buenos Aires em 2015, consegui uma promoção ótima e viajei por 6 mil pontos o trecho. Meu irmão já conseguiu 50 mil pontos ida e volta NY! O importante é ficar de olho nas promoções e principalmente, ficar “brincando” no site, sempre é possível encontrar trechos interessantes, principalmente em baixa temporada.

Outra dica para comprar passagem aérea usando milhas, são os sites que negociam milhas expiradas, como a 123 milhas. Nesse caso, a agência negocia com empresas que oferecem milhas, e usam essas milhas para emitir passagens por um preço menor, vale muito a pena verificar os valores, a economia é bem grande!

Baixa temporada

Eu costumo viajar somente nessa época! As passagens aéreas são bem mais baratas e as chances de conseguir vôos por preços mais amigáveis é muito maior. Mas fique de olho na época do ano, é preciso verificar o clima no local onde deseja ir, nada de correr o risco de ficar preso no hotel por conta de neve ou não conseguir andar na rua pelo calor em excesso!

É importante ser flexível em relação as datas, as chances de conseguir ir para o destino dos sonhos é muito maior. E claro, tente sempre ir monitorando o valor, antecedência é primordial!

Monitore o valor

Esse é viciante! Existem vários sites para comparar o preço das passagens aéreas, que ainda avisam por e-mail caso o preço fique mais baixo. Vale acessar todos eles – indico o Kayak, Skyscanner e Decolar – pois em cada um o valor costuma ser diferente.

Nesse caso, também limpe os cookies do seu computador e costume pesquisar em aba anônima, pode parecer bobagem, mas isso ajuda a economizar também, já que é como se estivesse pesquisando pela 1º vez, o que torna muito maior as chances de encontrar passagem aérea por preços melhores.

Sites de Viagem

Sites especializados em viagem costumam divulgar diversas promoções. Por isso vale a pena se cadastrar na newsletter, seguir nas redes sociais e até baixar aplicativo! O Melhores Destinos é prova da grande procurar por passagem área com preço mais amigo! Outro site que gosto bastante é o Passagens Imperdíveis, que sempre divulga ótimas promoções.

Tendo tudo isso em mente e colocando em prática, é possível passar as férias utilizando milhas e gastando bem menos e até ter um final de semana diferente! Quando mais economizamos, mais conseguimos viajar!

0 comentários

Viagem ao redor do mundo!

14 de julho de 2010

Tumblr

Uma das coisas que eu mais amo na vida é viajar. Gostaria de poder viajar mais, conhecer mais lugares. Tenho lista de lugares que quero conhecer. Aliás, um dos meus sonhos, desde sempre, é dar a volta ao mundo, sempre quis!

E mês passando, veio uma matéria incrível na Gloss sobre isso, com o depoimento de uma menina que conheceu 18 países diferentes em um ano! Devorei a matéria, peguei diversas dicas, pesquisei mais na internet e vim aqui contar diversas coisas que descobri, e que sim, não é tão complicado assim dar a tão sonhada volta ao mundo!

A passagem RTW

Para começar, existe um tipo de passagem aérea própria para quem deseja dar a volta ao globo, a RTW – Round the World, ou Volta ao Mundo. Essa é a maneira mais barata para fazer esse tipo de viagem, pois ela inclui diversos trechos por um valor fixo, que começa geralmente, em US$ 3 mil, e tem validade de um ano.

A passagem RTW é vendida atráves das grandes alianças aéreas, que são três: Star Alliance, Sky Team e One World. Há diversas categorias de passagem, de acordo com a distância da viagem, milhas percorridas, classes e taxas. Nos sites das companhias, dá pra encontrar tudo: preço das taxas, os tipos de cobrança. A Sky Team e One World não tem site em português, o que pode dificultar um pouco pra entender tudo, mas a Star Alliance tem um site completamente em português, pois a TAM é uma das empresas que fazem parte da aliança, o bom é que você pode usar os pontos do TAM Fidelidade para comprar a passagem, e o legal é que eles tem a melhor ferramente de simulação das três!

Com a passagem RTW é obrigatório voar sempre na mesma direção (sentido leste ou oeste para dar a volta completa, não vale ziguezague), outra regra, é atravessar o Atlântico e o Pacífico uma única vez.  Além disso, a saída e chegada deve ser no mesmo país, os deslocamentos por terra, feitos por conta própria,  chamados de trechos de superfície, contam como cupons de voos e também somam milhas no cálculo das tarifas. Por isso, tem que ver todas as regras que cada Aliança possui.

Montando o itinerário

A parte mais divertida – e difícil. Afinal, não é nada fácil colocar o mundo todo dentro de uma passagem. A primeira coisa a fazer, é uma lista com os lugares que não podem ficar de fora. Depois, pesquisar bem sobre cada país, as melhores épocas para visitar – tem que verificar o clima, as datas festivas. E não esquecer das regras da passagem, como ir sempre para leste ou oeste e só atravessar uma vez o Atlântico e Pacífico.

Por isso, nessa hora, tem que ter foco e muita calma, algumas coisas podem acabar ficando de fora, mas com certeza você conseguirá incluir a maior parte do países que deseja conhecer.

Quanto vou gastar?

Aí depende. E muito. A Europa é o destino mais caro, e geralmente tem que reservar uns US$50 por dia. Já na Ásia o valor é bem amis baixo, dá apra conseguir hotéis por US$5, mas na média, é bom ter US$1.000 por mês, isso sem contar passagens e deslocamentos. Agora se você quer algo um pouco melhor, reserve US$1.500 por mês.

Eu indico, ficar em albergues, que existem ótimos pelo mundo, tenho a,migos que só ficam em albergues, vale também se associar no Albergues da Juventude, a carteirinha tem validade de um ano, e os albergues ficam nas partes centrais da cidade, e vale muito a pena se informar.

O que levar?

Parte difícil, e muito depende dos países escolhidos. Pra começar, tem que se pensar no tipo de mala: rodinha ou mochila? Eu escolho a mochila de rodinha! É ótima. Você carrega nas costas, e nos aeroportos e locais mais planos, dá pra usar as rodinhas, super prático!

Mas a regra é levar pouca coisa. Pois as companhias aéreas tem suas limitações, e mudam muito, mesmo fazendo parte da mesma aliança, porém, a média é de 20kg. Sem contar, que depois de um tempo, fica difícil carregar peso.

As roupas perfeitas para uma viagem desse tipo, são as confortáveis e versáteis, roupas mais esportivas e de tons neutros, fáceis para combinar, e tecidos com que sequem mais rápido. Aposte em bermudas e shorts, calças de tecidos leves, regatas e um casaco, Havaianas e um bom tênis. Mas sempre fique de olho nos costumes locais, pois algumas roupas podem não serem adequadas.

E claro, não se esqueça do guia de viagem, use uma carteira grande, onde você consiga carregar todos os documentos necessários: passagem, passaporte, carteira de vacina, assim fica tudo fácil de achar, e muito mais difícil de perder.

Coisas de mulherzinha

Ficar tempos sem pintar o cabelo, fazer uma boa depilação, pinçar a sombrancelha, fazer as unhas. É, eu sei, é difícil. Mas pra esses momentos existe uma solução, em qualque lugar no mundo em que você vá, tem hotel 5 estrelas, e nele, um salão.

Porque, a gente merece esses momentos mulherzinha. Pra dar uma renovada no visual e se cuidar no meio de uma viagem tão incrível assim!

Momento Shopaholic

É impossível resistir as comprar, são muitos achados pelo caminho, e fica impossível resistir. Mas o difícil é carregar tudo pelo caminho, e para isso existe solução, basta passar no correio mais próximo, e mandar as comprinhas para casa, de navio. Elas demoram para chegar, porém você paga barato e não fica carregando tudo.

Claro que algumas coisas dá para carregar, afinal, podemos estragar roupas roupas pelo caminho e precisar de novas, ou ter algum evento pelo caminho, ou uma cultura diferente em que precisemos de algo mais específico.

Sozinho ou acompanhado?

A decisão é sua. Alguns lugares são mais complicados para uma mulher ir sozinha, e claro, há muita gente fazendo o mesmo, e pelo caminho você conhece muita gente, e no final, já faz parte de um grupo!

Mas o mais importante é aproveitar e se divertir, afinal, poder fazer uma viagem dessas é algo único e inesquecível. Conhecer novos lugares, culturas, pessoas. Você volta sempre querendo mais.

Se alguém já fez, fala nos comentários, adoro saber as histórias de vocês.

Eu estou bem tentada a fazer essa viagem, só falta juntar dinheiro suficiente! E essa viagem no final não sai tão cara, bem mais barato do que ir cada vez para um local. Eu gastei bastante na viagem de um mês em NY e com o que gastei mais um pouco faria essa por um ano! Aliás, desde que voltei de lá, há um ano, estou morrendo pra viajar de novo! Aceito companhia – próxima parada provavelmente é Buenos Aires!

7 comentários