Meus 5 livros de moda favoritos

Meus 5 livros de moda favoritos

Cultura ler o post completo
5 aplicativos essenciais para viajantes

5 aplicativos essenciais para viajantes

Viagem ler o post completo
Netflix: usando mais e melhor

Netflix: usando mais e melhor

Cultura ler o post completo

Viagem

Moda & Beleza

Carreira & Finanças

Queen + Adam Lambert: pra ficar na memória!

26 de outubro de 2015

Pensa em um dos shows que você acredita que nunca virá pro Brasil? Pra mim era o caso do Queen + Adam Lambert! Já assisti há diversos graças ao nosso amigo YouTube, e estou escrevendo esse post enquanto ouço/assisto ao show do Rock In Rio pela milionésima vez, mas nunca achei que viria para cá!

Mas por sorte e em comemoração aos 30 anos do Rock In Rio, pude ver de perto, MUITO perto, um dos shows mais esperados por mim!

Demorei demais pra escrever o post, é um misto de relembrar esse momento incrível e tentar expressar o que eu acho de tudo isso, afinal, o que não faltou foram críticas das mais variadas pela internet, alguns positivas e outras um tantas negativas.

A verdade pra mim é: eu adoro o Queen, não nasci naquela época, e quando o épico show do Rock In Rio aconteceu, eu ainda estava pra nascer. Nunca vi um show da banda ao vivo com os quatro integrantes originais, mas pra mim, o que a banda é hoje, somente com o Roger Taylor e o Brian May, ainda é o Queen. Claro que eu adoraria que o John Deacon não tivesse resolvido se aposentar, mas ainda assim são as músicas que eu tanto amo, e de alguma maneira, o Freddie ainda está ali.

Quanto ao Adam Lambert, sou suspeita pra falar! Acompanho desde a época do American Idol e eu torcia demais por ele, era mega fã e continuei acompanhando e vendo o que ele estava fazendo. E depois do show na final, em que ele contou com o Kiss e com o Queen, affff, muito maravilhoso!!!! Só tinha que rolar coisas boas mesmo!

Adam Lambert

O Queen sempre teve MUITOS altos e baixos durante toda a carreira, mas acima de tudo, sempre com músicas incríveis e um tal de “algo a mais” que eu nunca vou saber explicar! Há uns anos atrás, eles se juntaram a Paul Rodgers, fizeram várias shows e até gravaram um CD de inéditas. Eu particularmente acho a voz do Paul maravilhosa, mas não acho que combine com o tipo de música do Queen. E então, durante a final do American Idol de 2009, Roger e Brian conheceram o Adam e tcharãããã!

Eu gosto muito deles juntos, da ideia do Queen + Adam Lambert. Não acho que exista um substituto para o Freddie, mas nem por isso, acredito que não se deva ter outras pessoas cantando. A música é algo eterno e o Queen fez muita história, então por que não?

Durante o show, como fui sozinha e cheguei relativamente cedo, fiquei sentada no chão e acabei conversando com as pessoas em volta (AMO!), e tinha um cara que tinha ido no show dos anos 80, na época que a banda veio ao Brasil, e achava incrível depois de tantos anos, poder ver, cantar e gritar com eles novamente. E isso é impagável, é isso que faz tudo realmente valer a pena!

Brian May e Roger Taylor

O Freddie é único, com a voz, a personalidade e a alma que ajudaram a fazer do Queen o Queen, mas por que negar aos outros integrantes a possibilidade de continuar fazendo algo que eles amam? Porque não continuar emocionando as pessoas ao redor do mundo com sua música? Não acho que deva ter uma comparação, um não é o outro, e ambos são incríveis no que fazem!

Depois desse desabafo posso dizer que o show em si foi inacreditável! Eu estava realmente empolgada, tinha visto diversos outros durante a semana, e ficava cantando o dia todo aqui no trabalho! Como cheguei cedo, consegui ficar na grade e ver muito de perto, de ter o olho no olho! Foi demais!

O show foi longo, do jeito que deve ser, tendo mais de 2h de duração, e cheio de clássicos, cantados em uníssono por todos os que estavam no Ginásio do Ibirapuera. Durante o show, tanto o Roger como o Brian cantam sozinhos, sem a presença do Adam, e claro, em duas músicas aparece o Freddie no telão, que fica na parte central do palco, tornando o momento ainda mais emocionante!

Brian May

O setlist escolhido, foi algo à parte, acertaram em cheio e eu ainda ouvi uma das minhas músicas favoritas da vida: Stone Cold Crazy! Foi cheio de grandes clássico, como Another One Bites the Dust, Seven Seas of Rhye, Killer Queen, Somebody to Love e muito mais! Além disos, ainda rolou uma música do Adam, Ghost Town, que eu adoro e ammmeeiii a versão com o Queen, que ficou mais pesada! Foi demais, e incrível ver que várias pessoas conheciam!

Eu AMO o jeito do Adam, ele é divertido, carismático, rebola horrores e faz caras e bocas, além de ter uma voz gigante e maravilhosa! Interagiu muito com todo mundo e até desceu pro meio da galera, foi muito amor!

É daqueles shows que você se diverte muito, dança, canta, grita, pula! E foi assim do início ao fim, muita empolgação de todo mundo que estava lá vivendo esse momento! E ainda tinha um cara que gritava: “Já posso morrer!”, hahahaha! Imagina se não era o sonho dele ver a banda tão de perto!?!

O Brian ainda fez um dos solos mais longos e lindos que já vi e ouvi, foi mágico e hipnótico! Ele é demais gente, e tem uma energia contagiante!

Brian May e seu incrível solo de guitarra!

Ir em shows é algo único, um momento que será inesquecível. É uma das coisas que mais amo, poder ver as minhas bandas favoritas, gritar junto, me emocionar, vale cada centavo pago no ingresso e do absurdo que são as taxas que eles cobram!

Ainda volto pra contar dos outros shows!

 

Acompanhe o ShopaholicInstagram | Fanpage | Twitter

Tags:
0 comentários

Comente com Facebook

Deixe seu comentário