Buenos Aires: conhecendo o Palacio Barolo

Post em mai.19.2015 por em Viagem

Uma das coisas que mais amo é desbravar cidades e conhecer lugares não tão explorados. E é isso que busco fazer a cada visita à Buenos Aires, que é uma cidade cheia de cultura e locais ocultos. Na minha última ida, em 2013, ir ao Palacio Barolo já estava nos meus planos, mas por não ter marcado nem planejado muito bem a viagem, isso ficou de lado. Mas nessa ida, só percorri locais que até então, só estavam na minha lista.

Buenos Aires: Palacio Barolo

O Palacio Barolo fica no centro de Buenos Aires, na já conhecida Av. de Mayo, muito próximo ao Palacio Del Congresso. E é engraçado como a maioria das pessoas nunca ouviram falar dele, e passam durante dias na frente sem ao menos reparar na sua bela arquitetura.

História

O empresário Luigi Barolo encomendou sua construção ao arquiteto italiano Mario Palanti, em 1918 e ambos eram fascinadas pela obra A Divina Comédia, escrita por Dante Alighieri. Sua construção é feita em tempo recorde para a época, sendo entregue e inaugurado em 1923. Além disso, foi considerado o prédio mais alto da América do Sul até 1935, quando o Edifício Kavanagh foi inaugurado, e que também fica em Buenos Aires. Além disso, o Palacio Barolo foi o primeiro construído de concreto armado e que em sua cúpula há um farol giratório de 300.00 velas. Em 1997, ele foi declaro Monumento Histórico Nacional.

Buenos Aires: Palacio Barolo

Buenos Aires: Palacio Barolo

A Divina Comédia

Quem já leu o livro, e participa da visita guiada, vai entendendo como ambos estão tão ligados, pois a arquitetura do Palacio é cheia de referência a obra de Alighieri, começando pelo fato da divisão geral do projeto ser em três partes, que correspondem ao inferno, ao purgatório e ao céu. No caso da divisão, o térreo é o inferno, os 14 andares acima são o purgatório e a parte mais estreita, que chega ao farol, o céu, sendo esse, Deus.

Na parte térrea, há arcadas decoradas com gárgulas e citações em latim, algumas retiradas da Bíblia e outras de Virgílio, escritor de Eneida, e no meio do hall uma pequena estátua de condor, representando Dante e sua ascensão ao paraíso.

E não para por aí, o prédio tem exatos 100m de altura, o mesmo número de cantos da obra, e um total de 22 andares, cada um com 22 escritórios, mesmo número de estrofes dos versos da obra. Como se nada bastasse, o Palacio Barolo foi inaugura no dia 7 de julho, aniversário de Dante Alighieri.

Buenos Aires: Palacio Barolo

Buenos Aires: Palacio Barolo

Buenos Aires: Palacio Barolo

Buenos Aires: Palacio Barolo

Visita Guiada

Para conhecer o prédio é necessário participar da visita guiada. Elas são realizadas em diversos horários durante a semana, e eu optei por ir na de sábado às 17h, por conta do sol mais baixo, quase na hora do pôr-do-sol. Durante a visita, que dura em média 45min, são contatas as histórias do prédio, enquanto percorremos alguns andares. Começamos pelo térreo, vamos ao 4º andar e subimos ao 20º e depois até o farol. É de tirar o fôlego! Para turistas o ingresso sai por $175 pesos argentinos.

Do alto do farol temos uma vista de 360º de Buenos Aires, porém, dá medo! É tudo rodeado de vidros e não podemos nos apoiar eles, por isso, na beirada tem uma almofadinha para sentar e observar, é lindo demais, porém as fotos saem com aspecto sujinho por conta dos vidros!

Buenos Aires: Palacio Barolo

Para se ter uma ideia, eu era a única turista na visita que participei, o restante eram argentinos indo conhecer um de seus patrimônios mais incríveis (minha opinião!), não é lindo? O tour é feito todo em espanhol, e se precisar, em inglês. Aproveitei muito e treinei meu espanhol até dizer chega!

As visitas podem ser agendados pelo site, onde tem todas as infos de horários e tour que eles fazem. tem um noturno que também quero fazer e agora, um fotográfico!

Mais posts de Buenos Aires aqui.

Acompanhe o ShopaholicInstagram | Fanpage | Twitter

Buenos Aires: Pasaje Lanín

Post em mai.07.2015 por em Viagem

Há umas 3 semanas atrás fui passar um final de semana delicioso em Buenos Aires, um dos meus lugares favoritos! Como seria um tempo curto, resolvi conhecer alguns locais que ainda não havia estado, mas que já estavam na minha lista – que é enorme, sério, BsAs tem muita coisa boa pra se ver, fazer, comer…

Dessa vez me guiei pelo guia do Aires Buenos, um dos meus blogs favoritos sobre a cidade, e ainda por cima, feito por brasileiros! Comprei os dois guias disponíveis, mas me guiei pelo Lado B. Eles oferecem tours maravilhosos, mas quando fui, eles estavam de férias (mas na próxima eu vou!), mesmo assim, consegui fazer tudo o que queria, com alguns perrengues, mas deu certo!

Buenos Aires: Pasaje Lanín

A minha primeira parada, no sábado pela manhã, foi a Pasaje Lanín, que fica em Barracas. Para ir, eu peguei o metrô até a estação Constitución, e de lá um táxi. Mas confesso que quase desisti, o local em volta não é dos mais bonitos, mas isso eu já esperava, logo no táxi, ele não sabia ou simplesmente não queria me levar até o local. Mas como eu não queria desistir, peguei um outro táxi, que sabia onde eu queria ir e ainda me explicou várias coisas. Com a crise na Argentina, o bairro que já era pobre e criminalizado, piorou, estão rolando muitos assaltos e por isso não é recomendado aos turistas ir para lá. Apesar disso, consegui chegar ao local.

A Pasaje Lanín é uma ruazinha onde há cerca de 35 casas em que as fachadas são feitas de mosaicos. Foi ideia do artista plástico Marino Santa María criar essa obra de arte urbana, que começou em 1990, com a fachada da sua própria casa.

O lugar é lindo, colorido e cheio de vida. É algo realmente único e que enche os olhos. O trabalho de quebrar os azulejos e colocar cada pedacinho já pensando na combinação de cores, desenhos, é incrível, ainda mais levando em contar que é a fachada de uma casa!

Buenos Aires: Pasaje Lanín

O taxista ficou me esperando, e infelizmente, não pude curtir o local por muito tempo, eu passaria facilmente um bom tempo ali admirando o trabalho e vendo cada detalhe.

Por toda Buenos Aires existem pasajes, algumas bem conhecidas e vale a pena pesquisar para saber mais, eu quero muito fazer uma lista para numa próxima ida, conseguir fazer um tour por elas!

Buenos Aires: Pasaje Lanín

Para quem quiser ir, recomendo muito o tour do Aires Buenos (eu não fiz, mas já recomendo!), sendo que a Pasaje Lanín é a primeira parada, mas para quem quiser encarar a ida, o melhor é ir durante a semana, pois há mais táxi nas ruas, e se possível, ir em pelo menos duas pessoas, assim evita qualquer coisa. Da estação Constitución até a Pasaje Lanín com o táxi me esperando e me levando de volta ao metrô, gastei cerca de $150 (pesos argentinos).

Mais posts de Buenos Aires aqui.

Acompanhe o ShopaholicInstagram | Fanpage | Twitter

Workshop: Desconstrua a Moda e Construa seu Estilo

Post em mai.04.2015 por em Moda

No final de março tive o imenso prazer de participar do workshop Desconstrua a Moda e Construa Seu Estilo, feito pela Ana do Hoje Vou Assim Off e pela Alyce Takai, fashion marketing entre tantas outras coisas!

Já fazia um bom tempo que queria participar, mas ainda não tinha conseguido. E já começo dizendo que foi uma das coisas mais legais que fiz nesse começo de ano!

Workshop: Desconstrua a Moda e Construa seu Estilo

O workshop começou com a Aly falando mais sobre marketing de moda, o que as marcas fazem para nos conquistar, consumismo e até emponderamento feminino. Literalmente falando sobre a desconstrução da moda, mostrando que a moda é que tem trabalhar ao nosso favor, e não o contrário.

Amei demais a parte da Aly, adoro o trabalho dela e como tenho focado cada dia mais em marketing de moda, me ajudou muito a ver como as empresas costumam trabalhar, e como é a percepção das pessoas diante de tanta informação.

Tivemos um intervalo, onde o Starbucks apresentou um de seus blends, feito na prensa francesa e combinado com o maravilhoso expresso brownie! Amor puro! Nem preciso dizer o quanto eu amo Starbucks!

Depois disso foi a vez da Ana falar sobre a construção do estilo próprio. Não preciso nem dizer o quanto ela é uma inspiração pra mim! Ela sempre apresenta uma moda acessível e principalmente, que está de acordo com o estilo de vida da pessoa, afinal, não adianta uma coleção de salto 15, se você pega transporte público todos os dias!

A Ana é incrível, fala com as mãos e dramatiza tudo! E mostra os exemplos ali mesmo: coloca e tira o blazer, muda a barra da calça, tudo para que a gente entenda o que ela quer nos passar! Foram muitas dicas, ideias de como nos inspirarmos a sair do óbvio e encontrar aquele quê a mais que é só nosso!

Amei demais e não vejo a hora de ir em outros worshops! É informação boa, conteúdo de altíssima qualidade! Recomendo demais!

A Ana também fez post contando como foi,vale a pena ler e tem fotinhos!!!!

Só as lindas!

 

Acompanhe o ShopaholicInstagram | Fanpage | Twitter